21 de dezembro de 2010

Circuito Ligth Rio Antigo

Depois da Volta da Pampulha e 15 dias de descanso foi hora de encarar os 10km do Circuito Ligth Rio Antigo. Cerca de 3 mil atletas participaram da 1ª etapa do circuito que aconteceu nas ruas históricas, da região central da cidade do Rio de Janeiro.

Sob sol forte e calor intenso foi dada à largada, neste domingo, para o circuito na antiga Rua Larga (atual Marechal Floriano). Um belíssimo cenário com muitos trechos de sombra onde foi possível correr e apreciar o berço histórico da cidade.



A prova foi muito boa! E mais uma vez a adesão ao chip descartável foi um sucesso! Embora, todo esquema especial de trânsito montado não tenha sido suficiente para brecar alguns motoristas que atravessaram cruzamentos no percurso da prova. E com um ritmo de 6min59seg consegui concluir os 10km do circuito na companhia do amigo Fernando.




6 de dezembro de 2010

A Volta da Pampulha

A organização do evento parece não estar dando conta da gama de quase 13.000 atletas inscritos. Foi confusão já no primeiro dia de entrega do kit, alguns tamanhos de camisas ainda não estavam disponível para entrega.

Sob sol forte e uma sensação térmica de quase 35 graus foi dada a largada às 09:15h para a XII Volta Internacional da Pampulha. Em meio a multidão de corredores anônimos, se destacavam alguns fantasiados logo nas primeiras fileiras que pararam muitas vezes apenas para serem flagrados pela câmera da globo, o que não só atrapalhou aqueles que buscavam correr como até mesmo causaram pequenos acidentes, numa pista bastante estreita e cheia durante os quase cinco primeiros quilômetros. Mas, cá prá nós isso é horário de largada de corrida! Abaixo esse horário global...

Tentei impor um ritmo moderado na tentativa de fugir um pouco do tumulto, mas logo no primeiro posto de hidratação confusão que praticamente obrigou muitos atletas a brecarem. Mantive um pace 06'00" até o quilômetro seis, mas com o forte calor e a sensação de estar numa sauna preferi segurar um pouco evitando assim um provável quebra... Foram inúmeros os problemas nos quase 18km de percurso... Crianças atravessando a pista de bicicleta, atletas mal educados pensando em tirar o pódium dos quenianos, empurrando e trombando em todo mundo. Muitos passando mal e caindo na pista por volta do 11º quilômetro. Tumultuo e confusão no único posto de gatorade, atletas colocavam as mãos encharcadas de suor dentro do vasilhame na tentativa de encher um copo.  Acredito que a prova é uma das mais importantes do calendário de corridas, mas que precisa melhorar a sua organização e talvez limitar o número de inscrições.

Final de corrida e a expectativa da medalha e de um lanchinho micha com uma mini maçã, mini pão de mel, mini barrinha de cereal e micro torrone, além de um copo de gatorade quente. Hora de corrermos para o hotel, arrumarmos a mala e pegar o ônibus de volta para o Rio. E que volta... Ônibus bem animado com 80% de corredores e uma alegria só. Alegria que durou apenas 3 horas, pois o ônibus quebrou logo após a cidade de Conselheiro Lafaiete. Espera de quase 01 hora por um outro ônibus. Na espera acabamos por dividir o grupo. Os com bagagem de mão embarcaram num ônibus que rumava para Barbacena e destino final  o Rio. E prá quê fui nesse ônibus??? Pensei em chegar logo e acabei levando o dobro da viagem, além do motorista ser ruim, pegamos forte chuva logo na descida da serra de Petrópolis e acabamos por parar numa grande inundação na Washington Luiz... O motorista não quis ouvir os apelos dos passageiros em seguir pela linha vermelha e preferiu rumar para algada Av. Brasil num congestionamento de quase três horas. Conclusão, além de percorrermos os quase 18 km da Volta da Pampulha, percorremos 12 horas de ônibus para chegar Rio!!!

Aguardando a largada 
A Conquista