26 de junho de 2009

Por que uma maratona?

Como é possível ficar indiferente à maratona que é organizada anualmente no Rio de Janeiro? Como não se sentir desafiado pelas dificuldades? Como não sentir um calafrio ao imaginar-se cruzando a linha de chegada? A maratona, alguém já disse, é um Everest por ano, ao alcance apenas daqueles que fizerem por merecê-lo.

" Transforme suas lágrimas em sorrisos, suas dores em superação, suas dúvidas em certezas... Corra literalmente em busca do seu objetivo, tamus aí prá que tu precisar..." (Vanda Castellani).

Isso tudo foram as principais razões para domingo eu enfrentar o meu primeiro desafio de correr uma Maratona. Eu insisto, não vai ser fácil! Apesar de ter preenchido todos os pré-requisitos (exame médico, treinamento e etc...) Sei que vai ser duro! A propósito, John Bingham e Jenny Hadfield, autores do livro "Cada motivo é único" afirmam que: “Você tem de dizer ‘eu concluí’. Não existe prazer maior que este. Na corrida, não importa se você é o primeiro a chegar, se chega na metade, ou se está entre os últimos”. Depois de uma maratona, tudo na vida fica menos complicado. Os problemas ganham proporções muito menores. É uma experiência de superação que pode ser levada para a vida profissional e pessoal. Pensando assim, as dificuldades que aparecerão no percurso serão superadas, uma de cada vez. E, no final, eu terei deixado de ser um corredor... E serei um maratonista!

Boa Prova! E nos encontramos na linha de chegada!!!

Um comentário:

Suzana Ferreira - FFP disse...

Com certeza, torcerei para você.