30 de novembro de 2009

Velox Run

Neste domingo, 29 de novembro, em um dos mais belos cenários da cidade do Rio de Janeiro, a Lagoa Rodrigo de Freitas, aconteceu a 1ª Velox Run promovida pela Academia Velox Fitness.

O kit de participação foi simples, porém de alta qualidade pelo custo de inscrição de R$ 30,00. Composto por uma camiseta de tecido Leggeríssimo Pro da Santa Constância, um sabonete antiséptico sport Granado, sacola e medalha de finish.



O início da corrida atrasou um pouco devido ao forte vento e uma árvore caída na pista. O percurso de 7,5 km, uma volta na Lagoa Rodrigo de Freitas, após minha última corrida o Circuito Vênus de 5 km começaram tranquilos. Até o quinto quilômetro, tudo estava bem.  A partir desse ponto a perda do condicionamento devido aos meses parada foi crucial. Tive que diminuir o ritmo para poder completar a prova em 00h48m43s .

O evento foi muito legal! E contou com um DJ, água, Gatorade, Red Bull, um delicioso lanche composto de sanduiche de ricota com passas, barra de cereais, polenguinho, maçã, banana, ameixa, além de massagem.



Para aqueles que querem fugir das corridas de grande volume essa é uma corrida que vale a pena, pois está começando e com grandes perspectivas para dar certo.

Boa Semana e Bons Treinos!!!

26 de novembro de 2009

Estou na globoesporte.com


"Há quase três anos, ela decidiu buscar nos treinamentos e nas corridas de rua o fôlego necessário para alcançar uma vida mais saudável e abandonar os 92 kg."

"A corrida não é apenas um prazer, mas um vício saudável..."

Essas foram as frases de chamada que Igor Christ do blog Corrento Atrás usou para contar a minha história de superaçao nesse espetacular mundo das corridas.

E você? Tem alguma história interessante de superação? Se você quiser também dar o seu depoimento, mande um email para correndoatras@globoesporte.com, com um texto e fotos para serem publicados no blog.

Você pode conferir essa e outras histórias, além de boas dicas de corrida de rua, basta visitar o blog da globoesporte.com: http://colunas.globoesporte.com/correndoatras.

Meia Maratona Faz um 21

A Meia Maratona Faz um 21 chega a Niterói no domingo, dia 29 de novembro.
Essa etapa será disputada em duplas, com duração máxima de duas horas em um percurso de 21 quilômetros – cada participante percorrerá 10,5 quilômetros.

Os campeões serão premiados com R$ 2.000 (para a primeira dupla), R$ 1.500 (para a segunda melhor dupla) e R$ 500 (para a terceira mais bem colocada). As categorias mistas e melhor idade não têm premiação.

As inscrições para a prova podem ainda podem ser feitas na Secretaria de Esportes de Niterói, até sexta-feira, 27.

Vamos lá pessoal está chegando a hora. É nesse domingo. PARTICIPEM!


24 de novembro de 2009

13ª Maratona de Curitiba

Aconteceu domingo a 13ª Maratona de Curitiba com o recorde 5.350 atletas inscritos!
Aproveitei o feriado para fazer uma rápida visita a Curitiba, reencontrar alguns amigos e ver de perto a maratona que é uma tradição na cidade. Na sexta com um calor fora do comum fomos em alguns pontos turísticos. Visitamos a Ópera de Árame, um dos principais cartões postais de Curitiba e com um cenário externo igualmente belo.
Fomos também ao Parque Tanguá que surpreendeu pela sua extrema beleza numa área de 235 mil m². Com dois lagos, um túnel artificial que pode ser visitado de barco ou à pé, mirante, ciclovia e uma pista de cooper que arrisquei uns trotes leves.
No domingo acordamos cedo, tomamos o café da manhã rapidinho, pois a Rosaine já estava às 7:00h na porta do hotel para podermos passar pela largada, uma vez que as ruas já estavam totalmente fechadas para a corrida.
No ano que vem se der estarei lá novamente, mas dessa vez pretendo participar da maratona. Um evento de grande porte na cidade. Veja o vídeo!


1 de novembro de 2009

RETORNANDO AO MUNDO DAS CORRIDAS

Amigos, após 75 dias longe das corridas e do blog retornei a correr neste domingo de manhã parcialmente nublada e de clima quente. Logo, não podia deixar de relatar essa emoção aqui para vocês.

O Circuito Vênus, um ciclo de corridas dedicado exclusivamente para mulheres contou com um kit pré-corrida prá lá de recheado (uma camiseta para correr, uma sacola de tecido cru e vários produtos Avon), além do kit ao completar a prova contendo uma camiseta de chegada e uma medalha de cristal com cordão de couro que é um mimo.


Foi uma grande festa pink na Marina da Glória. E percurso de 5 km foi ideal para esse recomeço de corrida. A emoção do retorno foi enorme e mais ainda completar cada km. Foi uma verdadeira vitória, embora tenha sentido um pouco de dor no tornozelo cheguei bem e espero retomar os treinos na areia e caminhadas nesta terça-feira.


Meus resultados:
CIRCUITO VÊNUS 2009 - ETAPA 3 - RJ
00:28:54.35 - Tempo Final
00:29:00.40 - Tempo Bruto
00:05:46 - Pace Médio


Eu, Suzana, Vevê e Simone

Vevê, Eu, Suzana e Adriana com mais uma medalha

9 de setembro de 2009

Lesão no pé me afasta das corridas

Olá, Pessoal! Desculpem-me pela falta de posts nos últimos dias. É que algumas lesões no pé, especialmente no tornozelo esquerdo, após a corrida Dez Milhas Garoto me afastaram das corridas. Logo, com tantas idas e vindas a médicos e realização de exames acabei abandonado um pouco o blog.

O médico me aconselhou a não correr, caminhar ou ficar de pé por muito tempo. As lesões não são sérias, mas será necessário repousar e não fazer atividades que causem dor e impacto durante 6 a 8 semanas para que ocorra a cura da fratura.

A ruptura parcial do ligamento talofibular, a fratura por estresse no calcâneo e na tíbia distal foram descobertas ainda no início, o que ajudará bastante na minha recuperação...

Boa Semana e bons treinos!!!


18 de agosto de 2009

20ª Dez Milhas Garoto

É a turma da terra de Araribóia se juntou e partiu para Vitória neste final de semana. Foi uma viagem de carro longa e bem cansativa, mas a companhia dos amigos Isaias, Angela, Bia e Israel animaram todo o percurso.

Israel, Thais, Angela, Eu, Rossy, Janaína e Fábio rumo a Vitória/ES.

Ao chegarmos em Vitória, a cidade muito nos impresionou pelo seu planejamento e organização. As praças da orla muito bem estruturadas e muitos canteiros de flores. Chegamos famintos e não podíamos deixar de comer a tradicional moqueca capixaba... Fomos a um restaurante na praia de Camburi a uma quadra do hotel onde ficamos. Pedimos uma moqueca de badejo e outra de dourado, realmente foi a melhor muqueca que comi. Os pratos eram de dar água na boca!

A entrega do kit na fábrica da Garoto foi bastante confusa e descobrir o número na lista que continha alguns nomes como o meu fora da ordem, foi triste. Apesar de um kit simples a camiseta este ano foi muito bonita e de excelente qualidade.

O domingo amanheceu nublado devido as fortes chuvas na noite anterior, mas logo o sol deu a sua graça e foi ficando cada vez mais firme. A largada se deu as 09:00h com cerca de quase 6 mil corredores, foi difícil correr no km inicial para quem não largou muito lá na frente. O início apesar de tumultuado foi leve, principalmente porque havia a tensão da subida da 3ª ponte que tem 3,3 km de extensão e o vão central com altura máxima de 70 metros, uma subida forte e com muita gente andando.

A largada.

A subida foi bem difícil e a amiga Angela não consegui manter o passe de 6,10 min/km. Como corrermos por prazer, o ritmo não importava, pois o essencial era concluir a corrida bem... Após o 8km com o calor muito forte, senti muito a falta de hidratação. Então, o apoio e o incentivo do público foi acolhedor. Ouvir as pessoas gritando nossos nomes nos deram forças para seguir cada vez mais em frente. Concluímos a prova em 1h 52 min com pace de 7,0 min/km.

Foi uma corrida com muitas dificuldades e o ponto crucial foram os postos de hidratação, pois para os corredores mais rápidos não devem ter tido problemas, porém eu encontrei muito dificuldade de acesso devido ao grande volume de corredores, tendo que parar para pegar água e no segundo posto na altura do km 8 peguei uma garrafa de água totalmente quente, não deu nem para jogar no corpo, e já no últimoa água havia acabado, ou seja, só me hidratei durante todo o percurso de 16km muito mal três vezes. E o pior foi depois de tudo isso, cansada, mal hidratada, ter que enfrentar uma demorada e imensa fila para pegar o kit finish. Uma total desconsideração ao corredor!

Thais, Janaína, Eu, Angela, Bruno, Vanda, Rossy e Fábio indo para largada.

Faltou o Israel... Mais um click com o paulista.

A Merecida medalha.

Todos extremamente cansados!

5 de agosto de 2009

Inscrições para o Xterra Brasil estão acabando...


Atenção, as inscrições para o Xterra Brasil já estão chegando ao limite. Garanta logo sua vaga para o mundial de triathlon corss-country no dia 28 de agosto no hotel Portobello, Angra dos Reis.

Uma corrida até para quem tem medo do escuro. A XTERRA Trail Run é uma corrida noturna de 9 km por trilhas. Nela os corredores vão encarar vários obstáculos naturais e o maior deles é o escuro.

Eu vou encarar mais esse desafio e você?

As inscrições poderão ser feitas até o próximo dia 21 (ou até as vagas esgotarem) através do site http://www.ativo.com/.


2 de agosto de 2009

A Gripe me derrubou!!!

glitters


A gripe me derrubou na semana passada. Não foi a Tipo A, mas deve ter sido Tipo B de tão Brutal de forte. Simplesmente não conseguia levantar da cama, escrever ou falar, muito menos imaginar em postar... Essa avassaladora gripe, de febre alta, dores por todo corpo, tosse, realmente me derrubou! Fiquei uma semana de cama, tomei uma penca de remédios e nada melhorava, só queria ficar ali quietinha. Pior é a pressão da família: vai a um médico! Pode ser a gripe Tipo A. Eu só sei que foi "A" gripe! Ninguém merece ficar em casa doente, é algo terrível! Falta ânimo para fazer tudo. E correr, então nem em pensamento...

Na terça-feira resolvi procurar meu pneumologista, pois a essa altura já estava com tudo, asma, broquite, gripe A, ou H1N1 , ou a ‘do porco’, rinosinosite... Confesso que sai da consulta desanimada, pois como uma receita que continha um xarope, um spray nasal e um antitérmico em caso de frebe fosse curar a maldita gripe? E não foi que após 48 hs de medicação eu já estava de pé.

Tive uma gripe muito forte que me assustou e me derrubou por quase 10 dias. Agora estou bem e ontem já arrisquei uma caminhada no calçadão da praia de Icaraí.


Boa semana e bons treinos !!!

23 de julho de 2009

22ª Corrida dos Fuzileiros Navais

No domingo, dia 19 de julho no Aterro do Flamengo foi realizada a 22ª Corrida dos Fuzuleiros Navais organizada pela Corpore. E é claro, os Índios Araribóia estavam presentes nas corridas de 5, 10 e 20km.

Às 8h foi dada a largada e o dia estava nublado com um clima bem agradável, proporcionando aos atletas impor um ritmo mais forte. Consequentemente, procurei aproveitar e diminuir o tempo, mas ao completar os primeiros 10Km em 00:58:04, resolvir impor um ritmo bem mais leve, afinal depois da minha primeira maratona o meu maior percurso foi de 8km. Assim o fiz, aproveitando para conversar com alguns amigos que por mim passavam e completei os 20Km em 02:09:18.


Carlinhos valeu a corrida para tirar essa foto... Ficou show!!!
Ricardo, Eu, Carlos, Henrique, Bergh, Bernardo e o flamenguista Carlinhos

14 de julho de 2009

Ajuda ao próximo a toda velocidade...

Essa foi a maneira criativa que o ultramaratonista, Marcio Villar encontrou para ajudar a área de voluntariado do INCA. Ele vai correr os 200 quilômetros que separam o Rio de Janeiro de Búzios e vender quilômetros da corrida a quem quiser apoiar a causa. Funciona assim: cada quilômetro custa R$ 3,00. As pessoas compram quantos quilômetros quiserem e ganham o direito de correr a distância adquirida ao lado de Marcio.

Mas quem não tem preparo físico ou disposição, não precisa ficar de fora: basta fazer o depósito de R$ 3,00 ou múltiplos desse valor na conta do INCAvoluntário, no Banco do Brasil, agência 2234-9; conta-corrente 16021-0. A corrida, batizada de Desafio Rio de Janeiro-Búzios, vai acontecer entre os dias 18 e 19 de julho.

A largada será às 8h, da entrada principal do INCA, na Praça Curz Vermelha, no Centro, e a chegada está prevista para o dia seguinte, na Rua das Pedras, em Búzios. Marcio pretende fazer cinco paradas, uma a cada 40 quilômetros corridos, apenas para comer, ir ao banheiro e relaxar os músculos. “Farei paradas de 15 ou 20 minutos. O objetivo é divulgar o trabalho do INCA e captar pessoas para doarem sangue e serem voluntários”, relata Marcio.

O INCAvoluntário, além de apoio ao paciente internado, desenvolve ações educacionais, recreativas, de integração social, assistenciais e de lazer, visando ao bem-estar dos usuários do Instituto e de seus familiares. Para tanto, conta com o apoio de empresas e da população em geral, que através de doações e compra de artigos em seus bazares financiam essas iniciativas.
E vou pegando carona na postagem do Blog do amigo Jorge Cerqueira e também na mensagem do Carlos Martins:


"Peço que ser for possível "chamar geral" no seu blog, corredores para acompanhar o Márcio na largada de suas passadas em prol do INCA na Praça Cruz Vermelha, Sábado 18.07.2009 às 07:30h."

VAMOS LÁ PESSOAL ESTÁ CHEGANDO A HORA, É ESSA SEMANA, VAMOS AJUDAR O INCA !

29 de junho de 2009

Maratona Caixa da Cidade do Rio de Janeiro

A disposição e a força de vontade estiveram mais que presentes neste domingo ao longo de quase 42 km da minha 1ª Maratona. Sou uma corredora como tantos outros que iniciaram nas corridas na busca de qualidade de vida, perder alguns quilos e sair do sedentarismo. Por isso, venho aqui relatar a experiência dessa Maratona...

Iniciei a corrida ansiosa e com medo de não completar a prova já que inúmeros foram os obstáculos para conseguir realizá-la. Eu e Israel iniciamos num ritmo confortável e logo passaram-se 10 km, mais 8 km e senti que o ritmo que Israel impunha era um pouco forte para mim, deixo-o seguir e continuei só.

No km 21 o relógio marcava pouco mais de 2h e um pace de 6,30. Cheguei ao viaduto do Joá e muitos já caminhavam com caimbras e dores nas pernas, fiquei preocupada, então, trotei, corri, trotei! Na subida da Niemayer pensei agora vou caminhar... E lá um casal sênior de finlândeses que conversei na largada me impuslionaram a correr. Os kilômetros se passavam e na chegada ao Leblon pensei não vai dar, e mais um vez recebi incentivo dos corredores que se aproximavam.

Me concentrei na música e impus o ritmo, comecei a cantar, gesticular e até dançar! Pois, depois de 30 km tudo vai ficando muito difícil. Pessoas caminham, ninguém conversa mais, a alegria se tranforma em dor e desespero, gente caída no chão, outras fazendo massagem de tanta caimbra. Nesse momento, me lembrei de cada mensagem de otmismo que recebi antes da prova, assim foram se passando 34, 36 e 38 kms.

Valeu a pena cada dificuldade dos 42 km da Maratona e mais ainda a emoção ao entrar no túnel de Botafogo e me deparar com Rossy com tanta vibração como se eu estivesse prester a vencer a maratona! Não pude conter as lágrimas e suas palavras foram como uma injeção de endorfina me impulsionando a correr mais e mais... A medida que corria via alguns corredores ficando para trás, inúmeras pessoas caminhando e alguns mau se continham de pé. Por cada um que passava Rossy vinha com um incentivo " vamos lá, força, falta pouco..." Senti uma forte agitação, não sentia qualquer dor, quis terminar logo, então acelerei o passo... Pensei nos treinos, na dedicação, orientação do treinador Carlos, palavras da Vanda, dicas dos amigos. E, aí mais uma vez Rossy falou com tamanha empolgação " vamos lá Cláudinha, força, falta pouco, só mais um kilometro, raça,!!!" Tive vontade de chorar, e realmente não deu para conter a emoção, as lágrimas rolaram...

Emocionada avistei a reta de chegada e a platéia gritava " vamos lá, você já conseguiu..." Ouço a voz do meu sobrinho e minha mãe, não pude nem olhar, foquei a linha de chegada, com o coração apertado pela emoção, lágrimas nos olhos e procurando mantee o ritmo, cruzei a linha com 05:04:25, ao lado do Carlos, pessoa mais que especial e responsável por eu ter concluído essa Maratona!!!

A maratona me trouxe uma experiência incrível de determinação e superação. Correr a Maratona Caixa da Cidade do Rio de Janeiro custa só R$ 40,00! Ir até o Recreio dos Bandeirantes com os amigos é de graça! Mas, completar a primeira maratona NÃO TEM PREÇO! Valeu!!!

Eu e Israel nos preparando para a largada.

O percurso com uma vista maravilhosa de toda a orla do Rio.

Carlos, Rafaela, Rossy, Eu e Israel. Mais que uma equipe, uma família.

Nossa conquista! A medalha.

26 de junho de 2009

Por que uma maratona?

Como é possível ficar indiferente à maratona que é organizada anualmente no Rio de Janeiro? Como não se sentir desafiado pelas dificuldades? Como não sentir um calafrio ao imaginar-se cruzando a linha de chegada? A maratona, alguém já disse, é um Everest por ano, ao alcance apenas daqueles que fizerem por merecê-lo.

" Transforme suas lágrimas em sorrisos, suas dores em superação, suas dúvidas em certezas... Corra literalmente em busca do seu objetivo, tamus aí prá que tu precisar..." (Vanda Castellani).

Isso tudo foram as principais razões para domingo eu enfrentar o meu primeiro desafio de correr uma Maratona. Eu insisto, não vai ser fácil! Apesar de ter preenchido todos os pré-requisitos (exame médico, treinamento e etc...) Sei que vai ser duro! A propósito, John Bingham e Jenny Hadfield, autores do livro "Cada motivo é único" afirmam que: “Você tem de dizer ‘eu concluí’. Não existe prazer maior que este. Na corrida, não importa se você é o primeiro a chegar, se chega na metade, ou se está entre os últimos”. Depois de uma maratona, tudo na vida fica menos complicado. Os problemas ganham proporções muito menores. É uma experiência de superação que pode ser levada para a vida profissional e pessoal. Pensando assim, as dificuldades que aparecerão no percurso serão superadas, uma de cada vez. E, no final, eu terei deixado de ser um corredor... E serei um maratonista!

Boa Prova! E nos encontramos na linha de chegada!!!

5 de junho de 2009

Corrida Carbono Zero

Em comemoração a semana do meio ambiente a
FIOCRUZ realizou hoje a Corrida Carbono Zero no intuito de ajudar na preservação ambiental.

Reciclar, participar da coleta seletiva, economizar energia, água e recursos naturais são formas de preservação. E, ajudar na preservação ambiental é cuidar do futuro do nosso Planeta!
Com o slogan, "Pequenas atitudes, resultam em grandes ações" a FIOCRUZ superou as expectativas. A inscrição foi grátis e o kit composto de camiseta, bolsa reciclada e squeeze foi muito bom! A corrida contou com 150 inscritos entre corredores e caminhantes. E lá estava o grande amigo Jorge Cerqueira para abocanhar mais um troféu! Parabéns Jorge pelo esforçado 3º lugar!

O Percurso de 6 km foi bom, mas seria ótimo se não fossem os paralelepípedos e a poeira das partes em obras. Apesar das subidas e descidas que forçaram um pouco, a imensa área verde proporcionou uma respiração muito agradável.

Ainda tivemos vários pontos de hidratação e seguranças orientando todo o percurso, foi uma prova muito bem organizada! E no final fomos contemplados com uma belíssima mesa de frutas e sucos... Foi Show!

Na retirada do kit, Eu e o amigo
Jorge da Equipe Acoruja

Alguns amigos da Equipe Acoruja


O lanche show após a prova
Distância: 06 Km
Tempo: 30'58" (não oficial)
Local: FIOCRUZ- Manguinhos, RJ
Hora: 15:00h

31 de maio de 2009

Mizuno 10 Milhas

Olá Amigos! Desculpem-me a ausência nessas últimas semanas. Pois, em virtude da minha péssima performance na Meia Maratona da Barra resolvi fazer uma avaliação física para identificar o estado atual do meu condicionamento físico tanto muscular como cardiorespiratorio e também um check up médico. Isso ocupou todo o meu tempo.

Hoje aconteceu no Aterro do Flamengo a Mizuno 10 Milhas, corrida com distância de 16,09 km para a categoria individual e 8,045 para as duplas. Eu fiz o percurso de 16,09 km. A largada foi tranquila e a organização muito boa. Iniciei a prova um pouco forte, pois o clima parecia perfeito e o sol não estava escaldante. Fechei os 8km em 46 minutos. Como sempre o Aterro foi se transformando numa estufa provocando uma grande sensação de abafamento. Logo, conclui o restante do percurso num trote bastante confortável, eu ainda, prentendia correr mais alguns quilômetros como parte do meu treino para a maratona. No caminho encontrei com o amigo virtual Jorge Cerqueira, porém para não atrapalhar o seu treino resolvi continuar correndo... Foi uma ótima prova e um bom treino!

Jorge, Eu e Thaís
Concluindo o percurso de 16, 090 km
Distância: 16,090 km
Tempo: 1h 43'16"
Pace Médio: 6,23
Local: Aterro do Framengo, Rio de Janeiro

18 de maio de 2009

Meia Maratona da Barra

Ontem, dia 17 de maio aconteceu a Meia Maratona da Barra, competição de 21,1 km com um percurso totalmente plano pela orla da do Recreio até a reserva da Barra. Foi uma corrida espetáuclar com mar na ida e a belíssima área verde da reserva do outro.

A retirada de chips foi tranquiala e a largada aconteceu às 08:30 sem atropelos, saindo da Praça Tim Maia, no Recreio, com trajeto pela orla até o emissário submarino e retornando pelo mesmo percurso. O legal foi a largada e chegada no mesmo lugar!

Comecei bem a corrida e fechei os primeiros 10 km em 00:58:43, mas infelizmente como alguns corredores travei uma batalha interna durante a prova... Tive que dividir as forças entre manter o corpo sob grande esforço físico e a mente concentrada em não desistir. Não consegui trabalhar bem a relação corpo versus mente, e logo a sensação de cansaço extremo foi me consumindo e facilmente apareceram as dores, juntamente com a vontade de desistir e sentar bem ali no asfalto. Felizmente não me entreguei e com incentivo de alguns amigos corredores prossegui e completei o percurso em 02: 27:16.

Preciso trabalhar melhor esse dualismo corpo e mente, buscando alternativas para manter o corpo e a mente em equilíbrio nos próximos desafios.



13 de maio de 2009

Maratona - Os limites da resistência humana

Correr os 42.195 metros de uma maratona já foi considerado como o maior limite da resistência do ser humano. O significado quase místico dessa prova originou-se com a desventura do soldado grego que morreu após percorrer tal distância.



Nas últimas décadas, correr uma maratona deixou de ser uma prerrogativa dos heróis para se tornar um desafio ao alcance da grande maioria dos indivíduos saudáveis, mesmo que de idade já mais avançada. Esta afirmação pode parecer um tanto exagerada, porém existem inúmeros exemplos que fortalecem esse ponto de vista. Um dos casos mais convincentes é o de um americano que foi submetido à um transplante cardíaco e após um período de reabilitação e treinamento tornou-se capaz de completar a Maratona de Chicago! Vale destacar que o doador do coração não era nenhum maratonista!

A capacitação de um indivíduo para correr uma maratona nunca deverá ter, no entanto, uma iniciativa sem o devido respaldo de uma competente retaguarda de orientação médica e de preparação física por parte de profissionais competentes, para assegurar que o desafio não termine em tragédia.

Para se ter uma idéia do que significa correr uma maratona, podemos relacionar alguns indicadores fisiológicos das exigências a que o organismo é submetido durante a prova: 1) Para correr os 42 Km, um indivíduo irá gastar cerca de 2.500 calorias, ou seja, mais do que o gasto calórico correspondente às 24 horas do dia do indivíduo normal. 2) Durante a prova, dependendo da temperatura e umidade do ar, um corredor de maratona perde de 1 a 2 litros de água por hora, o que indica uma necessidade absoluta de ingerir líquidos durante a corrida. Mesmo com a reidratação, é comum uma perda de 3 a 4 kg de peso. 3) Em função do enorme gasto de calorias, o principal combustível energético dos músculos, o glicogênio muscular é praticamente esgotado após a corrida, o que exige uma dieta de recuperação principalmente rica em carboidratos.

Como se vê, correr uma maratona, apesar de ser um desafio ao alcance de um indivíduo saudável, exige realmente toda uma preparação adequada e sobretudo uma adaptação progressiva do organismo para suportar as exigências da prova.

Esse desafio, que parecia ser o limite da resistência humana na época da Grécia Antiga, hoje em dia adquire uma outra dimensão quando se vê um triatleta correr os 42 Km após ter nadado 10 km e pedalado 120 km!


por Prof. Dr. Turibio Leite de Barros Neto
Fonte: Corpo Perfeito

3 de maio de 2009

Circuito Eco Run

Domingo lindo de sol e mais uma vez vamos para uma corrida no Aterro. É a Eco Run, uma corrida excelente com trajetos de 5 km e 10 km e com muito verde e intervenções planejadas para causar o mínimo de impacto e inspirar práticas social e ambientalmente responsáveis. Mas, esse ano senti falta das mudinhas de plantas!

Eu, Ricardo Cruz, Thais, Ricardo e Rita largamos bem tranqüilos, sem forçar, mantendo cerca de 7,0 km/h. Mantivemos esse ritmo nos três primeiros quilômetros. Eu e Thais começamos a ultrapassar corredores mais lentos e impor um novo ritmo a corrida. Apesar de milhares de corredores a pista estava bem espaçosa e logo fomos ganhando quilômetros e quando percebemos já estávamos virando o 7º km. Não resistimos e apertamos um pouco mais na tentativa de concluir a prova abaixo de 1 hora. Tempo final 01:00:58.25 e pace médio 00:06:06.

Uma excelente corrida, bastante posto de hidratação com água bem geladinha e na garrafinha o que achei muito bom... Porém um dos maiores defeitos é que os corredores tanto de 5km como de 10 km largam juntos e percorrem o mesmo percurso durante todo o tempo. Isso atrapalha o desenvolvimento dos corredores de 10km uma vez que os de 5km impõem um ritmo bem mais veloz.

Valeu pela corrida! E pela maravilhosa companhia dos Amigos. Vamos para mais um desafio!

Eu e Rita na árvore de material recliclável

Gustavo, Eu e Rita. Vamos alongar!

E haja equilíbrio...

A conquista! Etapa concluída e mais um medalha.

29 de abril de 2009

E por falar em corrida...

Segundo matéria publicada no jornal Estado de São Paulo, em 26 de Abril, a Corpore, associação de corredores sem fins lucrativos com sede em São Paulo, contava com 227 mil corredores cadastrados no final de 2008, um crescimento de 24,7% em relação a 2007 e 26 vezes maior do que o número registrado em 1997.

Muito de vocês estão acompanhando artigos e reportagens na grande imprensa sobre os benefícios e malefícios da corridas de rua, principalmente das maratonas, cujo risco é de uma morte para cada 50 mil participantes, em função de problemas cardíacos. É importante frisar que os atletas devem acompanhar toda a sua parte médica. E, se ainda não o fizeram, deveriam, para avaliar em que condicões se encontram. Técnica e saúde devem estar em sincronia quando o assunto é maratona. E quando falamos em maratonas, falamos de um universo de pessoas que, ao longo de alguns anos, vieram evoluindo em seus treinamentos, ganhando base aeróbica, força e eficiência muscular, além de outras qualidades físicas essenciais num trabalho de corrida e que os tornam capazes de percorrer 42 km.

Falar que correr 42 km de forma ininterrupta é algo saudável, talvez não seja a coisa mais correta. O treino é extremamente extenuante, talvez mais do que a própria prova, algo que talvez precise ser mais bem analisado. O desgaste articular de trabalharmos grandes volumes precisa ser muito bem dosado e repensado para atletas que adotam a corrida como filosofia de vida e que escolhem a maratona como ponto culminante da sua carreira amadora. E, não podemos negar, que temos durante a prova em sobrecarga cardiovascular. Ou seja, o risco existe! Mas, o risco é muito maior para pessoa sedentária.

A sobrecarga cardíaca pode ser monitorada com exames e testes. E durante o treinamento, podemos saber exatamente a intensidade mais propícia e saudável para que a prova não seja extremamente extenuante ou acima do que você deveria fazer para não correr riscos. E como avaliar quem fica parado?

Segundo a Organização Mundial de Saúde 2 milhões de pessoas morrem anualmente por conta do sedentarismo, que causa, entre outros problemas, entre 10% e 16% dos casos de câncer de mama, colón de útero e diabetes, além de dobrar o risco de sofrer doença cardiovascular.
Todos os estudos são muito produtivos para a área do pedestrianismo, pois uma área em grande crescimento necessita de embasamento técnico-científico. Mas precisamos sempre entender as amostras que nos são apresentadas e suas proporções. Considerando todos os riscos da maratona, ficar em casa é muito menos saudável e gera muito mais doenças.

Acredito que com o bom senso no treinamento, que respeite as intensidades e volumes adequados, e uma bateria de exames anuais, pois existem alterações clínicas de um ano para o outro, você estará mais seguro para encarar um esforço maior. Risco sempre existe! É bom estar bem monitorado e bem assessorado, não esquecendo é claro que primeiramente precisamos de um médico de confiança e um profissional de Educação Física.

por Prof°Carlos Martins - Profissional de Educação Física - Cref1: 020827-G/RJ

20 de abril de 2009

Meu melhor treino longo

Ontem realizei o meu primeiro treino longo rumo a maratona do Rio e sozinha! Iniciei por volta das 7:30h e como companhia aderi a música. Nunca havia corrida com música e não fiz uma lista, optei por colocar numa rádio e sair correndo... E não é que fui feliz na escolha, coloquei na rádio Mix FM com duas horas só de música sem intervalo e com uma seleção musical no meu ritmo do começo até o fim!

Passando pela praia de Icaraí, subindo a Estrada Fróes, calçadão de São Francisco, Charitas, chegando no Clube Navalo clima era perfeito. Estava tão descontraída e determinada pela música que logo já se avistava a entrada do Forte Rio Branco e nesse mesmo ritmo segui até Jurujuba. Num breve momento pensei: "Até aqui foi tranquilo! Será que conseguirei chegar até a Fortaleza Santa Cruz e voltar tudo novamente?" Cheguei! Fiz um pit sotp rápido para algumas fotos que não poderiam faltar e imediatamente dei início ao retorno. Inexplicávelmente o retorno foi mais rápido do que eu pudesse imaginar... É completei uma meia maratona em 1:59:45 e agora só falta mais meia para chegar no meu objetivo.

Boa semana a todos e bons treinos!

Chegando na Fortaleza Santa Cruz - Niterói

A hora do retorno...

Pista de descida da Fortaleza

O dia estava tão lindo que foi possível fotografar alguns raios de sol ...